Automóveis Itaperuna Imóveis Itaperuna Shop Itaperuna Balcão Itaperuna Catálogo de Empresas
  ENQUETES :::            :::::          Ajude a mudar Itaperuna!          :::::          Participe!          :::::          Dê a sua opinião!          :::::         

Turismo Página Inicial

...
Águas Avahy

Decerto morria um dia a mais, daqueles mornos na roça de 1924, enquanto coronel Luiz Ferraz, proprietário das terras da Conceição, prestava assistência farmacêutica a um colono de sua fazenda. Ao preparar uma fervura de esterilização, notou que a água que borbulhava no bule, sobre o fogareiro, era algo diferente.

Recolheu-a, então, num recipiente que seria enviado para exames no Rio de Janeiro, onde ficaria comprovada sua pureza e origem mineral.

Nascida sob o morro e a mata densa que ainda hoje se conservam, a água Avahy aliava-se à política da primeira metade desse século como motor de progresso para uma região que, na época, distava 17 quilômetros da sede municipal. Una construção antiga - com 21 quartos, ampla cozinha e salões - o Hotel Avahy é o retrato vivo desses tempos de glória, quando o café e os coronéis fizeram no mato um ponto de encontro para os abastados que fugiam da cidade e para os caciques políticos.

Ainda hoje, os velhos empregados da fonte sabem apontar a janela do quarto onde costumava ficar hospedado o comandante Amaral Peixoto compadre do popular Chico Tinoco que mais tarde seria eleito senador da República com o nome de Francisco Sá Tinoco.

Em poucos anos, o Avahy crescia com o ajuntamento de casebres de colonos funcionários da fonte, um comércio de secos e molhados e uma capelinha em louvor a São José. Os saudosistas ainda recordam as festinhas na praça e as apimentadas partidas de futebol.

Na década de 40, com a economia regional cafeeira em agonia, o afluxo de abastados à fonte do Avahy diminui sensivelmente. Em toda a região, a saída de trabalhadores para a metrópole se acentua.

O povoado regride, as grandes sedes de fazenda são fechadas, as festas e o futebol perdem seu tempero. Até mesmo o velho coronel foi morrer na cidade.

Ainda que em colapso progressivo, o hotel sobrevive até 1957, quando é finalmente desativado De sua história, cheia de política e bonança, sobraram cartas de hóspedes atestando que a beleza independe das intempéries e crises do tempo. Uma dessas cartas cai em amores adjetivos pela fonte d'água, dizendo:

"como dadiva da natureza aqueles que para lá se encaminham, jórra
com abundância dos póços ali existentes, ern cujas superfícies
quebram-se numerosas bolhas de gaz natural, surgindo como
pérolas do seio da terra".


Acabado o ciclo turístico, a fonte seria explorada para outros fins. Com os decretos de Getúlio Vargas, em 1954, e de Jucelino Kubitscheck cinco anos mais tarde um autorizando a mineração e o outro concedendo a lavra à Empresa de Água Mineral Avahy Ltda. a comercialização de água Avahy logo teria início. Atualmente engarrafada nas modalidades gasosa e natural, essa água vem abastecendo o comércio de todo o norte fluminense e do Espírito Santo, alcançando recentemente alguns estabelecimentos de Macaé, Nova Friburgo e Além Paraíba. Dentre as águas com fonte no
estado do Rio a Avahy vem se destacando como a terceira em vendagem.


Análise e Cornposiçáo provável da água Avahy:
Sulfato de Cálcio 0,0261 g/l.
Bicarbonato de Cálcio 0,0149 g/l.
Bicarbonato de Magnésio 0,0343 g/l.
Bicarbonato de Potássio 0,0028 g/l.
Bicarbonato de Sódio 0,0573 g/l.
Nitrato de Sódio 0,0308 g/l.
Cloreto de Sódio 0,0102 g/l.

Fonte: Itaperuna-RJ 1889-1989 Guia Turístico e Informativo Damadá Artes Gráficas e Editora Ltda.


© Copyright 2003-2016 - ItaperunaOnline.com.br ::: Todos os direitos reservados